matérias Mais!

VOLTAR
2017_CERRO SINAI
26 Abr
Juliana Calil Odontologia
Inovação e atendimento diferenciado

Dizem que ter recordações, especialmente amorosas e sentimentais, é coisa de pessoa idosa. Será? Numa brincadeira, em que eu não poderia mentir ao responder às perguntas feitas pelos jovens ali presentes, fui intimado a discorrer sobre os relacionamentos amorosos que tive em minha juventude.    Foram amores ingênuos, bobinhos, cheios de paixão, mas que tinham como característica a pureza dos sentimentos acompanhada por uma grande dose de ingenuidade. Contato físico? Nem pensar... Amava-se platônica e intensamente e ponto final.  Era o tempo do filme Dr. Jivago que, com sua doce e apaixonada protagonista Lara, embalou toda uma geração voltada ao romantismo e ao lirismo. Também a incontável série de filmes da linda imperatriz austríaca Sissi, embalava os sonhos de amor dos jovens de minha época.

            Olhei nos olhos dos presentes e pareceu-me ver neles certa inveja por não terem também vivido naqueles tempos. Foi quando lhes perguntei sobre o que fizeram do Amor? O mais belo sentimento entre os humanos se tornou extremamente racional, frio, calculista. Hoje os relacionamentos amorosos se voltam apenas para o que se irá conseguir através deles. Acabaram com a poesia, a pureza, o vínculo e a troca de confidências entre as pessoas. Parece-me até que, sem sombra de dúvida, esta geração matou o verdadeiro Amor. Exagero? Não acho. Os jovens parecem ter medo de amar incondicionalmente. Ninguém quer correr riscos, se dedicar ao outro. E o resultado: relacionamentos curtos, sem compromisso e com quase nenhuma profundidade. Fica-se com alguém até quando não surja outra pessoa melhor, mais bonita, mais rica. É o sinal dos tempos, o apocalipse que se aproxima?

            Na verdade, ainda há jovens que mantém a alma pura e carregam penosamente a bandeira do Amor desinteressado e leal. Somente ele poderá resgatar a verdadeira felicidade trazendo paz e contentamento aos nossos corações...



Texto: Natália Ramos | foto: Carol Barnett


Comentário
Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)
Mensagem (obrigatório)
Enviar


twitterMais!
facebookMais!
instagramMais!
© Copyright 2014, Mais Magazine. Todos os direitos reservados.